O que é uma área contaminada?

Entende-se área contaminada como sendo área, terreno, local, instalação, edificação ou benfeitoria que contenha quantidades ou concentrações de quaisquer substâncias ou resíduos em condições que causem ou possam causar danos à saúde humana, ao meio ambiente ou a outro bem a proteger, que nela tenham sido depositados, acumulados, armazenados, enterrados ou infiltrados de forma planejada, acidental ou até mesmo natural.

Nessa área, os poluentes ou contaminantes podem concentrar-se em subsuperfície nos diferentes compartimentos do ambiente, como por exemplo no solo, nos sedimentos, nas rochas, nos materiais utilizados para aterrar os terrenos, nas águas subterrâneas, ou de uma forma geral, nas zonas não saturada e saturada, além de poderem concentrar-se nas paredes, nos pisos e nas estruturas de construções.

Os contaminantes podem ser transportados a partir desses meios, propagando-se por diferentes vias, como o ar, o solo, as águas subterrâneas e superficiais, alterando suas características naturais de qualidade e determinando impactos e/ou riscos sobre os bens a proteger, localizados na própria área ou em seus arredores.

As vias de contaminação dos contaminantes para os diferentes meios podem ser a lixiviação do solo para a água subterrânea, absorção e adsorção dos contaminantes nas raízes de plantas, verduras e legumes, escoamento superficial para a água superficial, inalação de vapores, contato dermal com o solo e ingestão do mesmo por seres humanos e animais.

O processo de identificação de uma área contaminada envolve as seguintes etapas:

-Avaliação Preliminar;

-Investigação Confirmatória;

-Investigação Detalhada;

-Avaliação de risco e;

-Ações para reabilitação da área até as concentrações das substâncias detectadas atingirem níveis aceitáveis para o uso pretendido (Remediação Ambiental), assunto atualmente abordado em nossas redes sociais.

Para definir concretamente as ações de reabilitação, é de suma importância ter-se conhecido o cenário local, a extensão da contaminação e se as vias de contaminação existem. As opções para reuso da área devem considerar o tamanho da mesma, proximidade da população vizinha, necessidades e desejos da população vizinha, vias de acesso, zoneamento do local ao redor da área, contaminação da área e metas de remediação.
A Waterloo Brasil possui profissionais altamente capacitados e experiência comprovada, na condução de todos os estudos necessários ao Gerenciamento de Áreas Contaminadas.

Ficou alguma dúvida? Deseja saber mais?

Nossa equipe está à disposição para auxiliá-lo, entre em contato conosco.

gostou? compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn

Mais notícias